terça-feira, 29 de janeiro de 2008

Johannes Baader

2 comentários:

Marcio disse...

Lembrei do Kurt Schwitters, mas acho que as letras e palavras dos impressos que ele usava nos trabalhos eram casos aleatórios, acasos, como uma dobra, ou a cor de um pedaço de madeira pintada...

amir brito cadôr disse...

o Baader foi contemporâneo do Schwitters. a idéia era mesmo comparar os dois.

conheço poucas colagens do Baader, mas ele parece mais próximo do grupo Dadá de Berlim, que tem uma abordagem mais política, e por isso é possivel ler muitas frases no meio da colagem, já o Schwitters não tinha essa preocupação.