sábado, 2 de maio de 2009

Lenir de Miranda



Passaporte de Ulisses, 2003
200 x 13,50 cm, 44 págs
"Em Joyce, Ulisses, as palavras tramam miríades de significados e imagens multidimensionais, as quais me conduzem no aparecimento da pintura, das páginas e de possíveis outras palavras.
As palavras, em Joyce, abarcam um espaço/tempo de total plasticidade, um cubismo, que nos toma de surpresa não-linear, num caos fértil, a partir do qual visitamos mundos em infinitas expansões em nossa mente.

Somos Ulisses, cada qual em sua nave, seus sinais, com os quais retorna em seu auto-conhecimento, através de seus pensamentos, sua linguagem, suas interpretações. "
Lenir de Miranda, agosto de 2002.

Este livro pode ser adquirido diretamente com a autora, no site http://lenirdemiranda.com


Um comentário:

JMV disse...

Acho o seu blog fantástico! Tem imensas coisas que me interessam.

um abraço