terça-feira, 26 de agosto de 2008

Régis Bonvicino

não há saídas, 1980

2 comentários:

paulo de toledo disse...

e aí, amir, blza?
tava passando pelo blog do geof e vi o link pro teu blog. q tá muito bom!
como vão as coisas?
mande notícias.
abrações

daniela maura disse...

No melhor estilo: Rua do chão da feira