sexta-feira, 4 de abril de 2008

Sonia Delaunay



A prosa do transiberiano, de Blaise Cendrars e Sonia Delaunay, pode ser visto no acervo do MoMA.

O formato do livro é incomum. Consiste em quatro folhas agrupadas e dobradas ao meio, verticalmente e depois horizontalmente. Tem dois metros de comprimento e 36 cm de largura. São 445 linhas de texto impressas em mais de dez tipos diferentes de letras, de cores e tamanhos diversos no lado direito da folha, com a pintura de Delaunay à esquerda e também invadindo os espaços em branco entre as linhas do texto.

O livro foi concebido para uma tiragem de 150 exemplares, de modo que o total de cópias completamente abertas tivesse a mesma altura da torre Eiffel, símbolo da modernidade.

2 comentários:

márcia regina disse...

Oi Amir,

No Brasil há um exemplar desse livro, na Biblioteca Mário de Andrade, em São Paulo.

Estou fazendo uma pesquisa em livros de artista. No meu blog tem várias referências, se quiser dar uma olhada:
www.cadernosafetivos.blogspot.com

Abraço,

marcia sousa

amir brito cadôr disse...

oi márcia,

sim, na Mario de Andrade tem um setor de livros raros com algumas preciosidades no quesito livros de artista e livros ilustrados. fizeram uma exposição em 1998.

legal teu blog, tá adicionado

um abraço