domingo, 30 de junho de 2013

sábado, 29 de junho de 2013

Gastão de Magalhães



Was ist Kunst? – Mirrors of production

Artistas: Raša Todosijevic, Dan Perjovschi & Mark Schreiber, Július Koller, Regina Vater, Viola Yeşiltaç, Hugo Canoilas, IRWIN, UlaJohnsen e Gastão de Magalhães
Curador: Tobi Maier

A exposição Was ist Kunst? – Mirrors of production, com curadoria de Tobi Maier, introduz a questão o que é arte?a partir da apresentação de trabalhos de diferentes artistas, brasileiros e europeus, muitos deles apresentados pela primeira vez no país. O título da exposição parte da pergunta feita em lingua alemã em duas séries de trabalhos apresentados na exposição: Was is tKunst? (What is art?/ o que é arte?), criada independentemente pelo artista servo Raša Todosijevic e pelo coletivo esloveno IRWIN durante o período de 1970 e começo de 1980, respectivamente.
Com uma pluralidade de suportes – da fotografia à pintura; da joalheria à performance – a exposição não tem o intuito de responder esta cativante pergunta. A história da arte moderna é marcada pela dificuldade e multiplicidade sobre a noção de arte. Was ist Kunst? – Mirrors of production busca ser um prazeroso jogo que mostra os modos como esses artistas olham para arte, de uma perspectiva metafísica, estética e histórica e também de um ponto de vista de crítica institucional operando dentro do ambiente das galerias de arte contemporâneas e do sistema dos museus.
O catálogo acompanha o texto do curador introduzindo os trabalhos apresentados na exposição
What ist Kunst? – Mirrors of production.

GASTÃO DE MAGALHÃES, 1953, São Paulo, vive e trabalha em São Paulo.
Foi incluído na 7ª e 8ª exposição JAC no MAC/USP em 1973 e 1974; na 14ªe16ª Bienal de São Paulo, 1977 e 1981 e em várias outras exposições no mundo. Entre muitas performances podemos destacar ‘Interferência’ na Pinacoteca do Estado de São Paulo 1986. Recentemente participou da exposição Subservise Pratices, Württembergischer Kunstverein, Stuttgart, Alemanha 2009; Redes alternativas, MAC/USP, São Paulo 2011.Em 2012 apresentou uma exposição individual na Document Art Gallery em Buenos Aires, Argentina.

GALERIA JAQUELINE MARTINS
– São Paulo, 10 de Julho – 17 de Agosto 2013
Abertura: Quarta-feira, 10 de Julho, 18h-22h

Rua Doutor Virgílio de Carvalho Pinto,74
Bairrro de Pinheiros
São Paulo/SP -BRASIL

Ben Vautier

rien [nada]

fermer les yeux [fechar os olhos]



tautologias de Ben Vautier

Francisco Pino

Es tal y tan variada la obra del vallisoletano Francisco Pino que conocerla de manera exhaustiva se torna tarea complicada, por no decir, prácticamente imposible. Poeturas, collages, libros objeto, masas líricas o utensilios poéticos son algunos de los géneros en los que se adentró el que Jorge Guillén bautizó como «el poeta más vanguardista de la poesía española.
Con el fin de dar a conocer la trayectoria de «uno de los creadores más importantes del siglo XX», el Ayuntamiento de Valladolid y la Fundación Jorge Guillén —en colaboración con el Ministerio de Cultura, la Sociedad Estatal de Conmemoraciones, la Junta de Castilla y León, la Diputación y la Universidad de Valladolid, la Fundación Joaquín Díaz y Simancas Ediciones— han organizado la exposición «Propio infinito. Francisco Pino 1910-2010.

[...]

Destaca también en la muestra dos instalaciones arquitectónicas que reproducen sendas obras del escritor, «Hombre, canción» y «Ventana oda», de cuyo diseño se ha encargado el arquitecto Jorge Tamaro y que permiten, en palabras del primer edil, «poder entrar en las páginas de los libros del propio “Paco”», algo «muy importante» cuando uno lee, recordó De la Riva, quien ha descubierto en el autor vallisoletano «que la poesía no son sólo palabras, sino mucho más que todo eso.

http://www.abc.es/20100905/comunidad-castillaleon/viaje-interior-paginas-pino-20100905.html

terça-feira, 18 de junho de 2013

quarta-feira, 12 de junho de 2013

Linguagem dos Pássaros

 Exemplo de concisão, caligrafia em forma de poupa (pássaro conhecido pela sua "coroa").
Uma revoada de pássaros, em um poema persa

escrita chikesté, um poema de Hafiz transcrito por Mahmud Khan Saba, da Pérsia (séc. XIX)
incluído no livro A Linguagem dos Pássaros, publicado pela editora Attar.

domingo, 9 de junho de 2013

Letra A

cadeira em forma de A, de um ótimo tumblr dedicado à letra A

sexta-feira, 7 de junho de 2013

quarta-feira, 5 de junho de 2013

Pássaros








 três exemplos de caligrafia em forma de garça




segunda-feira, 3 de junho de 2013